MODELAGEM BIM

O que temos vista nos últimos anos são construtoras de todo o Brasil procurando na tecnologia e na revisão dos seus processos diversas formas de melhorar seu produto e seu desempenho na execução de seus edifícios. Muitas delas, seja na busca em ações no mercado interno quanto no mercado externo, tem encontrado no conceito BIM algumas das soluções procuradas.

A modelagem BIM é a simulação virtual da construção que gera menor volume de problemas na obra, menos desperdícios, maior previsibilidade, redução de custos e portanto maior retorno de investimento para todos os envolvidos. Mas, e quando o projeto já foi contratado em formato dwg? A construtora ainda pode recorrer ao BIM de alguma forma?
Mesmo projetando ou recebendo seus projetos em formado DWG, algumas destas construtoras concluíram em suas pesquisas que será ainda mais lucrativo ao negócio se estes projetos em 2D passem a ser redesenhados em plataforma 3D. Este processo chamamos de modelagem 3D.
Quando esta modelagem 3D inclui inteligência tal que possamos definir sistemas e aos elementos atribuir informações como dados de custo e planejamento, esta modelagem chamamos de modelagem BIM.
Gerar complexas compatibilizações e melhorar o grau de assertividade do orçamento são apenas algumas das diversas vantagens da modelagem BIM.
Veja abaixo algumas tipologias de modelagem.

MODELAGEM PARA COMPATIBILIZAÇÃO
Muito comum quando os projetos já foram recebidos em 2D em arquivos dwg, a modelagem para compatibilização exigirá uma revisão completa do projeto executivo seja de arquitetura, estrutura ou de sistemas prediais. Este processo valida (ou não) o que acontecerá em obra. Se após uma análise usando ferramentas avançadas voltadas para compatibilização, todos os projetos estiverem de acordo, não haverá interferências no modelo. Possibilitando uma execução mais rápida e assertiva durante as próximas etapas do empreendimento.
É uma modelagem de caráter técnico mas que está focada na interferência entre as disciplinas. Este fato faz com que ela não exija tantas informações, é mais rápida e não gera pranchas para a obra.

MODELAGEM PARA PROJETO EXECUTIVO
Tendo objetivo semelhante aos projetos e pranchas elaborados para serem enviados para obras (Projeto Executivo ou Liberado Obra), esta modelagem e consequentemente suas pranchas de impressão são muito superiores aos métodos anteriores 2D pois incorporam vistas 3D às pranchas, gerando um melhor entendimento da solução de engenharia.
Como o modelo é em si um único desenho e fonte de informação, temos a total segurança de que plantas, cortes, vistas e detalhes são completamente compatíveis umas com as outras, gerando espontaneamente maior qualidade e menor tempo de revisão das pranchas.
Juntamente com estas pranchas,podem seguir arquivos em formato dwf que possibilitam a visualização 3D em campo, utilizando-se de programas gratuitos de visualização e de sistemas de visualização em browser. A força da visualização 3D dá ao profissional um melhor entendimento da arquitetura e engenharia aplicada gerando velocidade e redução de custos.

MODELAGEM PARA ORÇAMENTAÇÃO - 5D
Sendo o passo seguinte à compatibilização das diversas disciplinas do modelo, a modelagem para orçamentação é diferente pois ela busca prever composições de preço e subdivisão da modelagem buscando a adequação ao método de trabalho dos orçamentistas de obras. É, portanto, uma modelagem mais criteriosa nos detalhes de serviços e composições.

MODELAGEM PARA PLANEJAMENTO - 4D
Com o projeto executivo modelado no conceito BIM, poderá então ser melhorado com a integração do planejamento da obra. Isso chamamos de Modelagem 4D. Esta modelagem permitirá uma revisão do planejamento bem como dando condições de simular o andamento da obra durante sua execução.

MODELAGEM PARA MANUTENÇÃO PREDIAL - 6D
O modelo virtual do edifício é de grande valor após a obra para o cliente que vai operar o edifício. As informações para manutenção e operação da construção e dos ativos podem estar associados ao modelo na etapa de modelagem ou poderão ser incorporados ao final no modelo no “as-built” (como construído). É importante destacar que as etapas de projeto e construção levam em media 4 anos e o edifício será operado por um longo período, por exemplo 30 anos ou mais. O que válida a manutenção do modelo atualizado.

Nossa empresa, embora especializada em processo de implantação também mantém uma equipe de modelagem de projetos capaz de resolver rapidamente exigências ou demandas de contratantes ou contratos. Obviamente que a melhor situação é a contratação de projetos executivos já dentro do conceito BIM.
Tanto uma opção quanto outra, solicite-nos uma proposta de serviços de modelagem ou consultoria. Teremos prazer em ajudá-los na sua incorporação BIM ou simplesmente indicar bons projetistas dentro do conceito.

David Silva Pinto/Consultor BIM