Construtoras: Por que contratar em BIM?

CONSTRUTORAS: POR QUE CONTRATAR EM BIM?

Talvez o grupo de empresas que mais se beneficia do uso do BIM. Entenda o porque.

O Conceito BIM e as Construtoras

Eu costumo palestrar e gosto de fazer isso - um contato mais próximo com meu público torna mais significativo meu trabalho de consultor e de disseminador do conceito BIM. E certamente o público que mais aprecio são as construtoras. Aí você se questiona porque não os arquitetos pois quem mais usa o Revit e o conceito BIM são os escritórios de arquitetura. E eu respondo: quem mais ganha dinheiro e vê os melhores retornos da adoção do conceito BIM são as construtoras!

Quando falo com construtoras eu começo com a seguinte pergunta: quem ganha com incompatibilidades entre disciplinas no ciclo de vida da obra? Vamos tentar responder à esta pergunta.

Vamos começar analisando o escritório de arquitetura que quando alguma coisa começa a se espremer demais e a se bater naquele lugar "infinito" chamado entre-forro alguém logo sugere: vamos baixar o forro. Será que a arquitetura fica feliz ou ganha alguma coisa com esta nova análise da possibilidade de baixar ou não o forro e, se puder, quanto poderá ser feito? Ou ainda ser obrigada a participar de uma reunião de dia inteiro para discutir as diversas possibilidades com seus colegas projetistas de engenharia? Bem, acho que não.

O orçamentista ao saber que o forro desceu 10 centímetros em todos os banheiros e ele então terá que recalcular esta redução do consumo de revestimento cerâmico ou de mármore ficará contente em fazê-lo? Acho que não.

Segue o mesmo raciocínio para projetistas de estrutura, hidráulica, elétrica, ar condicionado e etc. Quais destes profissionais tem algum interesse em refazer, redesenhar, recalcular seus projetos diversas vezes até que não mais tenhamos nenhuma incompatibilidade entre as disciplinas?

Resumindo: ninguém ganha nada com intermináveis reuniões e revisões de projeto. Pelo contrário, perde-se dinheiro e muito dinheiro nestas idas e vindas do projeto.

Mas, "perder dinheiro" é maximizado quando depois de um árduo trabalho da coordenação de projetos, os projetos chegam no canteiro de obras com incompatibilidades! Vigas com dimensões e posições diferentes em plantas de disciplinas diferentes; posicionamento de shafts; altura de tubulações; etc. Poderia escrever centenas de casos. Aí acontecem pelo menos duas coisas: para a obra ou quebra e faz de novo. Nos dois casos quem perde muito dinheiro é a construtora. Por vezes equipes inteiras ficam esperando ou equipamentos locados ficam no canteiro mais tempo do que o orçado.

Bem, um vento fresco começa a bater quando os projetos começam a serem compatibilizados utilizando-se de ferramentas BIM.

Eles irão desaparecer? Não! Mas serão reduzidos de forma significativa por dois motivos simples: o olho humano e a ausência do olho humano!

Os profissionais que atuam como coordenadores de projetos dentro da construtora em geral são excelentes e estratégicos "entendedores de projeto". Quando analisam os projetos vindos de diversos projetistas, tem a habilidade e experiência de visualizar onde podem estar as incompatibilidades, mesmo considerando que linhas são tubos de diversas dimensões, que canaletas de cabos de automação são diferenciados pela cor da linha ou por sua tipologia e que uma linha em ângulo de 90 graus com uma outra nem sempre é 90 graus no mundo real.

Os projetos elaborados no conceito BIM são obrigatoriamente uma representação do mundo real. Não se desenham linhas para definir um ramal de esgoto, se desenha a tubulação definindo seu sistema e material.

Quando estes projetos chegam nas mães dos coordenadores, chegam em três dimensões e com ferramentas gratuitas fazem suas análises. É enorme a economia de tempo e a eficiência do método.

E onde entra a "ausência do olho humano"? Simples: Sistemas computacionais rastreiam todas as interferências entre as disciplinas acelerando ainda mais a atividade de compatibilização das disciplinas.

O conceito BIM aliado às diversas ferramentas dentro deste conceito possibilitam melhores resultados para as construtoras que contratam projetos já desta forma. Reduzir o índice de erros de projeto e os erros de quantificação por exemplo são benefícios do BIM que impactam diretamente no bolso da construtora.

Então, o que estão esperando?

Mande um email para david@davidpintoconsultoria e irei indicar alguns dos melhores projetistas BIM do Brasil.

David Silva Pinto/Consultor BIM

 

Leia também:

Quando o BIM não faz sentido!

Já contratei em CAD. E agora?

Modelagem BIM.